Cigarro_post

 

Esta é uma associação extremamente perigosa. Nos dias atuais, não temos mais dúvidas que o tabagismo é lesivo aos pulmões, sendo que na fumaça que é inalada na queima do cigarro há diversas substâncias tóxicas que podem levar à dependência química e também à destruição dos pulmões, deixando cicatrizes por onde ela passa.       Esta associação pode levar a danos importantes, pois a asma, por si só, já é uma doença inflamatória crônica que leva a alterações nos brônquios. Quando consideramos os malefícios do cigarro, isto pode ser muito prejudicial

Além destas alterações, também existe outro problema chamado tabagismo passivo, que é quando o asmático não fuma, mas convive com pessoas que fumam.

A fumaça inalada através do tabagismo passivo pode ser prejudicial e ainda lesiva no caso dos asmáticos.

 

Para os asmáticos, o cigarro pode ser um dos fatores para que o paciente não obtenha melhora dos sintomas da doença, mantendo crises de chiado e tosse. Nestes casos a doença pode não ser controlada, mesmo com o uso das medicações corretas para o tratamento, pois o cigarro agride os pulmões não permitindo a melhora do quadro. Atualmente, o número de fumantes no Brasil tem caído. Isso se deve, dentre vários fatores, a uma legislação mais rígida no combate ao tabagismo.

 

Portanto, se você for tabagista, pense nos benefícios de parar de fumar. Procure o médico pois existe tratamento e com certeza vale a pena parar de fumar, independente da idade.

 

Referências:

 

GINA – Global Initiative for Asthma. Updated 2014 (Acessado em 15/09/14)

http://www.ginasthma.org/local/uploads/files/GINA_Report_2014_Jun11.pdf

Diretrizes da Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia para o Manejo da Asma –  J. Bras. Pneumol. 2012; 38 (Supl. 1 S1-S46)

Diretrizes para cessação do tabagismo – J Bras Pneumol. 2008; 34(10):845-880